Mindfulness e o cultivo da sua inteligência emocional


O autocontrole comportamental e emocional tem absolutamente tudo a ver com nossas atitudes e pensamentos frente aos eventos estressantes da nossa vida. Sabemos hoje que um ritmo de vida mais intenso é cada vez mais "comum" e, com isso, os eventos estressantes tendem a aumentar - ou melhor, tendemos a reagir de forma indevida aos eventos que julgamos estressantes, causando uma piora na nossa saúde física e psíquica.

Mindfulness é uma ferramenta que nos ajuda a melhorar nosso autocontrole, bem como nossa capacidade de gerenciamento emocional, sendo de grande utilidade em situações de estresse. Podemos desenvolver a atenção plena através de determinados exercícios e com o fomento de certas atitudes ou habilidades.

Por desenvolver uma consciência cada vez maior dos nossos estados internos e nos incentivar a desenvolver determinadas habilidades para observar e lidar com tais estados, é íntima a ligação de mindfulness com a inteligência emocional. São muitos os benefícios que se ganha com a prática de mindfulness e engana-se quem acha que é necessário virar um monge budista para ter toda paz interior associada com os estados meditativos, ou que é necessário ficar uma hora sentado lutando com a mente. Para obter os benefícios que mindfulness promete, basta praticar sua presença atenta de 5 a 10 minutos por dia, observando alguns princípios como: não julgamento, paciência, curiosidade, confiança, não esforço e aceitação.

Há uma explicação para cada um destes princípios, do porque são importantes e onde se encaixam para fazer sentido à atenção plena, assunto que iremos explorar em outro momento.

Benefícios comprovados pela Ciência

Inúmeros benefícios já foram comprovados por centenas de investigações científicas acerta de Mindfulness. Além de diminuir o estresse, a ansiedade, melhorar os sintomas da depressão, ajudar com processos de dor crônica, trazer satisfação para os relacionamentos, aumentar a felicidade, absolutamente tudo indica que a prática de mindfulness é capaz de mudar o cérebro - o que também já foi comprovado! Aumento da massa cinzenta, aumento de neurogênese (nascimento de novos neurônios) e uma mudança brusca na forma de como o cérebro reage aos eventos externos - mudando os gatilhos dos pensamentos e emoções, permitindo uma nova reação frente às adversidades (Singleton et al., 2014).
Como mindfulness contribui para o desenvolvimento da sua inteligência emocional

Veja, um dos fundamentos práticos de Mindfulness é situar nossa mente em adequadas condições para explorar, identificar, compreender e aceitar nossos conteúdos mentais - ao invés de transformá-los em gatilhos para o estresse, ansiedade e o ânimo deprimido. Isso, por si só, já melhora sobremaneira a forma como nós funcionamos, tanto a nível comportamental como psicológico.

É somente através do conhecimento íntimo dos nossos conteúdos mentais e processos psicológicos que é possível desenhar estratégias orientadas a uma mudança eficaz e, neste sentido, a prática de Mindfulness é fabulosa, pois vem exatamente de encontro à esta necessidade.

A partir do momento que passamos a ser conscientes ou tomamos atenção plena que nos permite explorar, conhecer, compreender e aceitar nossas emoções, pensamentos e sensações, é que é possível:

1. Fazer frente, conhecer e superar nossas debilidades e limitações de maneira consciente.

2. E aprender, desenvolver e fortalecer, de modo inteligente, estratégias, habilidades e mecanismos destinados a implementar nossos pontos fortes.

A técnica da atenção plena nos permite construir um terreno fértil para podermos edificar a aprendizagem de estratégias, habilidades e competências relacionadas com a inteligência emocional, assim como poderá nos ajudar a desenhar a mudança para direção desejada.

Diversas investigações mostraram que a prática de mindfulness beneficia e incrementa nossa inteligência emocional através dos seguintes aspectos:

  • Nos ajuda a ver com clareza e aceitar a realidade da nossa situação (sem esta aceitação nada podemos fazer a não ser ver o imenso abismo entre o que somos e o que deveríamos ser);

  • Nos permite tomar consciência de forma inteligente das nossas sensações corporais, nossos pensamentos e sentimentos, o que facilita a revitalização dos mesmos.

  • Nos ajuda a enfrentar, de forma inteligente, as inevitáveis ameaças da vida, sejam elas grandes ou pequenas.

  • Nos ajuda a contrariar os hábitos mentais que nos enche de ansiedade e outras emoções desagradáveis.

  • Nos permite enfrentar de forma construtiva os estados de ânimo negativos.

  • Em vez de rejeitar, fugir, evitar, etc. pensamentos, sentimentos e sensações que nos causam dor e sofrimento, a prática nos ajuda a tomar consciência, compreender e aceitar os nossos estados mentais (pensamentos, emoções e sensações), que nos prepara para cessar a identificação com o conteúdo e deixá-los ir, o que pode lidar de forma mais eficaz dor e sofrimento.

  • Nos ajuda a mudar, de forma inteligente, a visão que temos de nós mesmos, assim como nossas expectativas sobre a vida, podendo vê-las mais de acordo com a realidade.

  • Nos permite constatar que não é possível manter sempre os estados de prazer e afugentar os desagradáveis - e que nem sempre a infelicidade ou qualquer emoção negativa é o problema.

  • Nos permite aceitar e responder, de forma inteligente, tanto o triunfo quanto à derrota.

De forma geral, Mindfulness nos permite situar-nos numa condição adequada para fazer frente e responder de forma inteligente aos diferentes contextos vitais.

Agora, se você é psicólogo(a) como eu, vai pensar o que eu já pensei anos atrás quando decidi fazer uma formação em mindfulness: ok, isto é maravilhoso para mim, não há dúvidas, mas e se eu puder ver isso em cada um dos meus pacientes? E se cada paciente que chega até mim puder obter benefícios como estes a partir do meu trabalho? Eu decidi que seria esta a minha missão de vida! E, posso falar? Nunca me arrependi!

Referências:
Singleton O, Hölzel BK, Vangel M, Brach N, Carmody J, Lazar SW. Change in brainstem gray matter concentration following a mindfulness-based intervention is correlated with improvement in psychological well-being. Frontiers in human neuroscience [Internet]. 2014;8. Publisher's Version

#psicologiamindfulness #mindfulnesspsychology #mindfulness #mindfulnesscuritiba

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square