Como seu Mindset pode mudar seus resultados - e o que a Psicologia Positiva tem a ver com isso


Vamos começar "desvendando" o que é mindset - o que já é um bom começo pra esse post. Afora traduções, vamos seguir direto para o ponto que interessa: podemos entender mindset como um conjunto de crenças e visão de mundo específicos, que determinam a forma como pensamos e agimos dentro de um espectro da vida.

Um exemplo prático: todos nós conhecemos alguém que encara o mundo como uma batalha. Pessoas com esse mindset estão sempre na retaguarda ou prontas para atacar. Preveem ameaça de todos os lados e, não raro, utilizam termos como "matar um leão por dia". Os desafios diários são "lidos" com riscos extremos, o que traz para essas pessoas um alto nível de estresse. Naturalmente, por conta do seu mindset, são pessoas que tendem a ser mais pessimistas, que focam mais no negativo. Qualquer obstáculo se torna um problema.

Há uma série de limitações neste tipo de mindset. Pelo exemplo citado, você já consegue prever os resultados. Quando há vitórias sempre são em cima de muito sacrifício - às vezes tanto sacrifício, que tampouco é possível usufruir das coisas que conquistam.

Uma pessoa com mindset mais positivo tem uma outra perspectiva da vida. Primeiro, enxergam a vida como ela é e entendem que quem dá interpretações é a mente - e que se isso tem a ver com quem "eu sou", é possível trilhar por um caminho de autodesenvolvimento que seja mais coerente com o que eu desejo alcançar na vida e também com a vida que eu desejo levar. Os problemas são vistos como pequenos obstáculos, mestres que nos ensinam o que precisamos aprender ou que nos ajudam a desenvolver mais resiliência - componente crucial para mantermos altos índices de bem estar psicológico. Presumimos, assim, os resultados que este mindset promove.

Bom, mas vamos ao que interessa, não importa onde está seu mindset, importa saber como a psicologia positiva pode te ajudar a desenvolver num novo modelo de crenças e como isso pode impactar em seus resultados.

Pra começar, importante que você saiba:

- Psicologia Positiva não é trocar pensamento negativo por pensamento positivo.

Não se trata de substituir uma coisa por outra, criando uma "nuvem" de positividade - e por trás continuar carregando esta sombra que só vai te autossabotar. Não é, também, crer cegamente em algo que pareça positivo, só porque alguém faz ou te fez acreditar que isso poderá fazer diferença em sua vida (como acordar pela manhã e gritar "yes" "yes" "yes" , crendo que isso é desenvolvimento positivo - entendedores entenderão).

Se trata, sobretudo, de entender porque sua mente funciona assim, o que vai te permitir compreender profundamente que você não é sua mente e que suas interpretações e pensamentos são meros eventos mentais.

Quando entendemos como a mente funciona, podemos verificar os seus pontos falhos de desenvolvimento e, com isso, trabalhar para que haja um desenvolvimento em outra perspectiva, mais positiva, otimista e verdadeira. Isso permite que entremos no gerenciamento da nossa mente ao invés de continuarmos sendo dominados por ela.

- Psicologia Positiva não se trata do "jogo do contente"

Se você, assim como eu, nasceu na década de 80, deve conhecer o famoso livro intitulado Polyana, onde a sofrida menina fala sobre o jogo do contente, uma jogo capaz de transformar todo evento negativo em algo positivo e de valor para nosso crescimento pessoal. Tive a oportunidade, ao longo da vida, de conhecer algumas pessoas que encontravam-se completamente desiludidas da vida pela decepção provocada pelo que, na verdade, não acontecia: aquele nível de satisfação com a vida que o jogo do contente supunha.

Bom, psicologia positiva não requer que vejamos o mundo através de óculos com lentes cor de rosa. Não se trata de enfeitar eventos negativos ou desagradáveis, mas de lidar com eles através de uma outra perspectiva: (vivenciando e) entendendo que todos temos um arsenal de talentos e forças de caráter, habilidades, para lidar com as adversidades. Quando somos conscientes de tais elementos, ou seja, quando podemos ver nossas habilidades sendo utilizadas por nós mesmos no nosso dia a dia, já há uma mudança de mindset, que vai refletir diretamente nos resultados das nossas ações.

Resumindo...

- A psicologia positiva, na medida em que traz uma nova leitura sobre o desenvolvimento do ser humano, nos permite mudar a perspectiva sobre nós mesmos e, uma vez que somos conscientes do que temos de melhor, se torna muito mais fácil saber para onde ir.

- Uma vez que saibamos o "para onde ir", temos noção sobre o que fazer para alcançar determinado resultado. Sem sabotagem, com metas realistas e tendo consciência plena sobre as interpretações e achismos da mente, o alvo é mais facilmente alcançado.

- Quando passamos por essas duas etapas várias vezes, fortalecemos nosso sentido de auto-eficácia, que nada mais é a vivência pessoal do que somos capazes - o que fortalece o novo mindset.

- Ver nossos pontos falhos sob a perspectiva de coisas que podemos desenvolver - ao invés de defeitos que precisamos mudar - tira um grande peso das nossas costas e, com esse peso, fatores que contribuem para distorções cognitivas como "não sou bom o suficiente" e a crença de que "precisa ser perfeito", coisas que muitas vezes congela ações.

O fato é que, quando sabemos o "como", alcançar resultados se torna uma consequência secundária. E não estamos aqui falando de receita de bolo - subjugando sua inteligência. Estamos falando de um processo comprovado cientificamente que é moldado segundo a individualidade e necessidades de cada um.

Formação em Psicologia Positiva - Método PERMA

Dias 14, 15, 16 e 17 de fevereiro de 2019.

Inscrições abertas!

Solicite ementa completa: contato@mindfulnessparana.com.br

#métodoperma #psicologiapositiva #desenvolvimentopositivo #mindsetpositivo

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square