O que é Mindfulness?

Diante de muitas pessoas que estão se perguntando o que é Mindfulness, agora que a mídia mostra mais a respeito, nos demos conta que não temos nenhum artigo para iniciantes.. Então fizemos este aqui!!

Vamos começar do básico, né?

O que é Mindfulness?

Mindfulness, hoje, é um treinamento mental baseado em técnicas meditativas específicas - mindfulness não é a mesma coisa que meditação e não é todos os tipos de meditação que desenvolvem mindfulness. Frequentemente já associado aos conhecidos programas de 8 semanas, a prática ganhou um cunho terapêutico-educativo nestas versões, que são orientados para os mais diversos fins: estresse, depressão, compulsão alimentar, entre alguns outros. Tais programas são pesquisados desde a década de 70 e já possuem ampla comprovação científica de sua eficiência.


Por outro lado, Mindfulness tem se consolidado também como um processo de psicoterapia, sistematizado e bem protocolado. Nesta versão, os atendimentos são totalmente personalizados e a evolução acompanha os passos que os atendidos podem dar naquele momento. Suas particularidades são respeitadas e há tratamentos para os mais diversos fins: dor crônica, ansiedade, TOC, insônia, fibromialgia, depressão, entre outros. Mindfulness se torna, assim, uma terapia bem fundamentada, com alta responsividade e efetividade.


Mas qual é o segredo? Através das diversas práticas, exercícios, ferramentas, vivências, vamos estabelecendo um novo modelo de funcionamento cognitivo. Diferente da Terapia Cognitivo Comportamental, não trabalhamos para substituir crenças desfuncionais, mas simplesmente mudamos o funcionamento. É como se trocássemos a voltagem de energia e funcionamento da nossa mente para uma outra em que podemos lidar com as crenças desfuncionais - e tudo mais que atrapalha a boa funcionalidade do indivíduo - de outra maneira, ainda desconhecida para este modo habitual que estamos funcionando normalmente.

E é bom pra que mesmo?

Confere aqui 10 benefícios cientificamente comprovados da prática de mindfulness.

1. Reduz o Estresse. De acordo com uma investigação publicada em 2013 na revista Health Psychology, a atenção plena não só está associada com sentir-se menos estressado mas também está vinculado a uma diminuição dos níveis do hormônio do estresse, o cortisol. Há centenas de outros estudos comprovando a eficácia de mindfulness na diminuição e gerenciamento do estresse.

2. Fortalece aquelas pessoas com fortes níveis de estresse. O Corpo de Marinha dos Estados Unidos está realizando estudos sobre como o treinamento de mindfulness pode aumentar a capacidade de manejo e recuperação do estresse. Pesquisam sobre a possibilidade de mindfulness ser algo que pode realmente mudar a vida de pessoas que sofreram acidentes, ou possuem enfermidades graes, traumas importante ou qualquer situação que envolva grandes níveis de estresse.

3. Melhora o nível de estresse em pessoas acometida pela artrite. Um estudo de 2011 na revista Annals of Rheumatic Disease mostra que o treinamento em mindfulness poderia ajudar a reduzir o estresse e a fadiga de acometidos pela artrite.

4. Aumenta nossa capacidade de percepção. A atenção plena pode nos ajudar de maneira mais objetiva e eficaz nossos problemas. Segundo um estudo da Revista Psychological Science, a atenção plena pode nos ajudar a conquistar os "pontos cegos" comuns que podem amplificar ou diminuir nossos próprios defeitos de percepção da realidade.

5. Melhora o rendimento acadêmico. Investigadores da Universidade da Califórnia, Santa Barbara, atestaram que os estudantes universitários que haviam praticado mindfulness demonstraram um maior rendimento no raciocínio verbal assim como melhora a memória de trabalho. Os investigadores deste estudo concluíram que os resultados sugerem que o cultivo da atenção plena é uma técnica eficaz e eficiente para melhorar as funções cognitivas.

6. Modifica o cérebro, protegendo-o de enfermidades mentais. Investigadores da Universidade de Oregon constataram que a meditação pode mudar o cérebro, ajudando-o a manter-se livre das enfermidades mentais. A prática de mindfulness está associada a um aumento na densidade axonal (conexões entre as células) e o crescimento da mielina, uma capa de tecido que cumpre as funções de proteção cerebral.

7. Funciona como um "controle de volume" do cérebro. Mindfulness ajuda o cérebro a ter um melhor controle sobre o processamento da dor e das emoções, especificamente através dos controles dos ritmos alfa corticais (que desempenham um papel importante sobre quais sentidos o cérebro presta maior atenção), segundo um estudo na revista Frontiers in Human Neuroscience.

8. Faz com que a música soe melhor. A prática de mindfulness provoca uma maior atenção em todos os níveis cada vez que escutamos músicas, ajudando-nos a desfrutar mais plenamente da experiencia e do que estamaos escutando, segundo estudo publicado na revista Psychology of Music.

9. Mindfulness nos ajuda mesmo quando não estamos praticando ativamente. Mesmo que você não esteja praticando neste exato momento, mas já passou por um treinamento mindfulness, é capaz de sentir os benefícios no processamento emocional do seu cérebro provocado pela prática anterior. Este é o resultado de um estudo publicado na revista Frontiers in Human Neuroscience, que demonstra que a meditação muda a resposta da região cerebral da amígdala aos estímulos emocionais e este efeito se produz, inclusive, quando a pessoa não está meditando ativamente.

10. Previne recaídas em pessoas com problema de adicção. Segundo o Centro para Estudos da Saúde e das Condutas de Risco da Universidade de Washington en Seattle, um programa terapêutico com meditação mindfulness é superior, a longo prazo, do que os enfoques tradicionais para prevenir recaídas com álcool e as drogas.

#mindfulness #oqueémindfulness #benefíciosdemindfulness

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square